Operação contra extração ilegal de quartzito multa empreendimentos em Alpinópolis

Escrito por em 08/04/2022

Dois empreendimentos dedicados à extração mineral de quartzito foram autuados e multados em cerca de R$40 mil em Alpinópolis durante operação realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). A operação aconteceu entre os dias 28 e 31 de março, mas só foi divulgada nesta quinta-feira, 07.

Ao todo, 13 empreendimentos foram fiscalizados pela operação Poliedro — Etapa III, deflagrada nos municípios de Alpinópolis, São José da Barra, São João Batista do Glória, Carmo do Rio Claro e Guapé.

Realizada pela Diretoria Regional de Fiscalização Ambiental do Sul de Minas, da Semad, a operação está prevista no Planejamento Anual de Fiscalizações e representa a continuidade do trabalho feito há cinco anos. Em 2017, as etapas I e II foram realizadas na região dos municípios de São Thomé das Letras e Luminárias, região onde a extração do mineral ocorre desde a década de 40.

“A operação Poliedro — Etapa III é a continuidade dessas ações de fiscalização. Minas responde pela maior parte da produção brasileira de quartzitos, com quatro centros de lavras do minério, usado como rocha ornamental e de revestimento. O mais expressivo é o centro de São Thomé das Letras, seguindo-se Alpinópolis, Ouro Preto e Diamantina”, comentou o diretor regional de fiscalização da Superintendência Regional do Sul de Minas (Supram), Elias Chagas.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]