Jovens internos aprendem a confeccionar tapetes no Centro Socioeducativo de Passos

Escrito por em 23/06/2022

Jovens internos do Centro Socioeducativo em Passos fazem tapetes com tiras de panos. O projeto de ressocialização é uma oportunidade de uma nova profissão para depois que saírem da unidade.

A oficina de confecção de tapetes é feita toda semana com seis adolescentes. O projeto existe há dois anos e já atendeu cerca de 30 jovens de 15 a 18 anos.

“É uma troca de experiência durante todo esse trabalho, toda essa oficina que é realizada, eles trocam experiências de vida, muitos momentos que às vezes não são compartilhados em momentos técnicos, a gente pode perceber que é um momento teraupêutico, de bem estar e qualidade que a gente oferece pra eles”, disse a assistente social Juliana Guimarães Morais.

Os tapetes são feitos com tiras de tecido reciclado. Eles são doados por fábricas ou costureiras que iriam descartar o material, que agora serve para ajudar os jovens ao caminho da ressocialização.

“Aqui eles aprendem horário para tudo, eles têm horário para o almoço, horário para banho, horário para as atividades, então essa rotina acaba acrescentando algo positivo para eles porque no momento em que eles saírem daqui, do socioeducativo, eles já sabem o que é seguir um planejamento”, disse a diretora-geral do Centro Socioeducativo de Passos, Débora Nunes Batista.

Os adolescentes que participam do projeto encontram na atividade uma chance de mudança de vida. Assim como transformam os retalhos em tapetes, eles também querem transformar os dias no Centro Socioeducativo em uma nova oportunidade de aprendizado.

“É importante pra mim, pra pensar também, pra pensar no que eu fiz lá fora, pra mim refletir. E tipo assim, uma forma de vida né, pra mim, tipo assim, mais pra frente se eu estiver desempregado dá pra mim ganhar meu ganha pão ali”, disse um dos internos.

A confecção é um trabalho que leva tempo e demanda atenção e concentração. Os jovens conseguiram aprender com facilidade e já confeccionam os tapetes com rapidez.

O Centro Socioeducativo de Passos tem capacidade para 40 jovens, que atrás dos muros da unidade têm a esperança de melhorar de vida e, no futuro, ter a chance de voltar a conviver em sociedade.

“Eu espero melhorar né, mudar de vida, arrumar um emprego e seguir né, esquecer o que eu fiz no passado e ganhar uma vida nova né”, completou outro interno do centro socioeducativo.

A confecção é feita por meio da doação de retalhos. A unidade recebe as doações por meio do contato (35) 3115-1461.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]