Estagiários da Faculdade de Medicina da UFLA são recebidos na Santa Casa em Paraíso

Escrito por em 24/11/2021

O primeiro grupo de estagiários da Faculdade de Medicina da UFLA (Universidade Federal de Lavras) foi recepcionado na Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso na manhã de segunda-feira, 22. As duas instituições celebraram convênio de parceria para uma atuação conjunta dos estudantes e profissionais. A expectativa é de que em dezembro próximo seja realizada a aula inaugural envolvendo os membros dos dois grupos.

As tratativas para esta parceria entre a Santa Casa e a UFLA estão sendo mantida desde meados deste ano. Em 16 de julho foi realizada uma reunião com representantes das instituições no hospital quando foi debatido e negociado o estabelecimento do convênio da universidade a Santa Casa. A iniciativa prevê que os estudantes do curso de Medicina possam realizar o internato de ginecologia e obstetrícia dentro das instalações hospitalares.

Conforme foi definido o internato é o estágio obrigatório do curso de Medicina e tem duração de dois anos. Trata-se de uma atividade obrigatória para os estudantes matriculados nos dois últimos anos de curso, exercida em campos de prática médica que proporcionem contato com demandas de saúde reais, supervisionados por profissionais médicos habilitados.

Por lei, ele deve incluir seis áreas consideradas básicas como pediatria, ginecologia e obstetrícia, clínica médica, cirurgia, urgência e emergência, saúde mental e saúde da família. “Durante o internato, os estudantes ampliam sua experiência prática, finalizando sua formação para ingresso no mercado de trabalho ou em programas de pós-graduação”, explica a coordenadora do curso de Medicina da UFLA, professora Miriam Monteiro de Castro Graciano.

Sobre a escolha da Santa Casa de São Sebastião do Paraíso para o internato de ginecologia e obstetrícia, a docente esclarece: “A Santa Casa é uma grande maternidade, é uma referência microrregional e realiza uma média de 60 partos por mês pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Também possui CTI neonatal e pediátrico”. O internato na área tem duração de nove semanas.

Os estagiários foram recebidos pelo provedor Fernando Montans Alvarenga, juntamente com o responsável técnico pela Ginecologia e Obstetrícia, Clécio Alberto Pimenta e a diretora técnica, Rachel Constantini.

Representantes da universidade e da Santa Casa organizam possivelmente para a primeira quinzena de dezembro a realização da aula inaugural. O evento deverá contar com a presença de diretores do hospital, membro da UFLA e também de autoridades que contribuíram para a efetivação da parceria.

Visando o futuro

Conforme divulgado pela assessoria da Santa Casa, não é novidade que hospitais e instituições de saúde pelo Brasil continuam em busca por profissionais de saúde qualificados para atuar nas UTI’s e demais setores, desde o início da Pandemia Covid-19. Em muitos casos, existem leitos, mas faltam profissionais aptos a trabalhar neles. A situação é grave, mas ganha contornos ainda mais preocupantes quando se fala de determinadas regiões do país. Enquanto no Norte do Brasil, a proporção é de 1,5 médicos intensivistas para 10 mil habitantes, no Distrito Federal, essa proporção fica em 5,9.

Não é diferente a situação da Enfermagem, onde de acordo com um levantamento do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), o déficit de enfermeiros e técnicos de enfermagem especializados em UTIs, durante o período inicial da pandemia, já estava em torno de 17 mil em todo o país. E desde o início da pandemia até atingir a fase vermelha, a Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso identificou imediatamente esta dificuldade, que é encontrar profissionais qualificados.

A instituição sentiu a dificuldade em encontrar e contratar profissionais como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, no que se refere à experiência com pacientes e processos assistenciais de média e alta complexidade.

O provedor Fernando Montans Alvarenga buscou parcerias objetivando aumentar a força de trabalho focando no assistencial e prezando sempre pela qualidade nos atendimentos. Com o apoio do presidente nacional do SEBRAE, Carlos Melles; o deputado estadual, Antonio Carlos Arantes; o prefeito Marcelo Moraes e também da Câmara Municipal, firmou-se recentemente o primeiro Termo de Convênio com a UFLA. Ficou acordado que os estudantes na fase final do curso de Medicina atuarão junto as equipes de Ginecologia e Obstetrícia. Posteriormente novos grupos de alunos, serão admitidos e irão também compor as equipes das demais clínicas.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]