Atleta de Paraíso leva título de tricampeã brasileira de Jiu Jitsu

Escrito por em 21/07/2021

A lutadora de Jiu Jitsu, por São Sebastião do Paraíso, Bianca Siqueira, conquistou o tricampeonato Brasileiro, na categoria infanto juvenil. Mesmo enfrentando diversas dificuldades para participar da competição devido a limitações de recursos e tendo de superar até mesmo uma contusão, determinada, ela partiu e foi em busca de mais uma conquista. “Estou muito feliz com esta realização que não é fácil, mas está sendo bastante compensador diante de tanta dedicação“, comentou a atleta.

A disputa do Campeonato Brasileiro de Jiu Jitsu foi realizada em Embu das Artes, na grande São Paulo entre os dias 16, 17 e 18 de julho. Bianca foi inscrita e sagrou-se campeã na categoria infanto juvenil, até 65 quilos, tendo disputado com outras três atletas.

O resultado obtido ao alcançar o lugar mais alto do pódio foi motivo de muita comemoração de Bianca Siqueira, seus pais, treinadores e apoiadores. “É o momento especial, dia de agradecer a todos que me ajudaram comprado a rifa e torcendo por mim” reconhece. Ela afirma que “esta conquista tem um gosto diferente porque tive que superar uma lesão no ombro, só pude competir porque contei com grandes profissionais que cuidaram de mim“, destaca. E agradeceu o incentivo e apoio de todos que estão envolvidos na sua preparação. “Sou grata a todos pelo apoio e carinho recebido, tenham certeza que cada gesto e palavras são combustível para me superar. Fica o meu agradecimento especial a todos os meus parceiros de treino da academia, senseis e todos que me ajudaram na preparação“, comenta.

A viagem para São Paulo foi na sexta-feira e as lutas em que participou ocorreram a partir de sábado. “Lutei no sábado a tarde, tendo participado em duas categorias, com disputas muito duras. Eu tinha ganhado a faixa azul e depois de quatro dias já estreei no campeonato“, conta. Bia explica que é um momento emocionante. “Eu estava ansiosa para ganhar a faixa e competir é uma nova fase para mim. A faixa azul, posso falar com toda a certeza é uma das mais difíceis de ganhar. Nem consigo descrever esta sensação“, destaca.

Já na categoria Absoluto foram seis as competidoras participantes e Bia ficou com a segunda colocação. Nesta categoria as lutas ocorrem entre as meninas de outras categorias com pesos e idades diferentes.  “Lutei contra uma competidora que era bem mais pesada do que eu. Ganhei mais experiência também eu era a mais novinha entre as competidoras fica meu muito obrigado a todos que colaboraram. Agradeço aos meus parceiros de treino, meus sensei Rodrigo Teixeira, que está comigo desde os meus nove anos, o sensei Iago, aos parceiros que me ajudaram, o Cauã, o Rafa, na minha preparação, muito obrigada“, finaliza.

Para os pais de Bia, Adriano e Fernanda Siqueira os resultados obtidos por ela foram frutos de muita superação. “Esta conquista tem sim um sentimento especial, essa lesão no ombro foi sim motivo de superação e gratidão por todos que destinou tempo e conhecimento em te ajudar“, comemora orgulhoso o pai.

Antes de chegar até o pódio foram dores e lágrimas, mas sua determinação e garra mais uma vez fizeram a diferença. Mesmo com uma lesão no ombro você superou todos os obstáculos e hoje é tricampeã brasileira de jiu-jitsu. Só orgulho“, finaliza Fernanda.

Só consegui isso através de todas as pessoas que compraram minha rifa, me ajudaram e me apoiaram, como os patrocinadores, com toda energia positiva que me foi enviada só tenho que agradecer, gratidão.  No Absoluto eu fiquei em segundo lugar“.

Kimono
Outra atleta que representou Paraíso no Campeonato Brasileiro é Ana Carolina Nascimento, a Aninha. Ela também conseguiu um resultado de destaque. “Participei no dia 17, na categoria de kimono e sem kimono onde me consagrei em terceiro lugar com kimono e em primeiro sem kimono“, comenta. Aninha diz que foram lutas difíceis. “Foram lutas duras, uma delas contra uma competidora da Argentina, na final sem kimono e finalizei com um minuto e dez de luta. A primeira luta ganhei por pontuação e perdi com kimono por uma finalização“, destaca.

Ela cita que ter participado deste campeonato conseguiu um pouco mais de bagagem e muita experiência adquirida desde os treinos. “Para este campeonato eu me preparei um pouco mais, fica aqui minha gratidão por todos que me ajudaram e me apoiaram patrocinadores“, agradece.

Aninha menciona também outro grande aprendizado. “Um atleta não se faz sozinho meus agradecimentos a todos que colaboraram, meus alunos, parceiros e amigos, muito obrigada“, finaliza.

Fonte: Jornal Sudoeste


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]