Amoxicilina, Dipirona e Loratadina estão em falta nas farmácias e hospitais do Brasil

Escrito por em 16/08/2022

A falta de medicamentos tem causado preocupação em todo país. Segundo um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), em 2.469 prefeituras, os principais medicamentos em falta são Amoxicilina, Dipirona e Loratadina.

Segundo a farmacêutica Júnia Célia de Medeiros, presidente do Conselho Regional de Farmácia de Minas Gerais (CRF-MG), o motivo vai além da Guerra da Ucrânia, do lockdown na China e da greve em portos e aeroportos por funcionários da Anvisa, sendo também uma questão de política de saúde.

“Nós temos uma indústria nacional forte de medicamentos, que produz fórmulas farmacêuticas, mas o necessário para a produção desses medicamentos ainda falta. Nós somos, em média, 80% dependentes de matéria-prima vinda do exterior. Então, há necessidade de criar políticas públicas nesse sentido, conclui.

Ainda segundo a presidente do CRF, a situação é preocupante, já que a falta desses remédios para tratamento domiciliar pode levar à internação. Além disso, ela orienta os pacientes a pedirem, além do medicamento receitado, outros substitutos para o tratamento da doença diagnosticada.

“Ao procurar o médico, principalmente agora na época do frio, a população deve pedir que ele receite mais de uma opção terapêutica. A população, então, deve procurar o farmacêutico. Só este profissional pode fazer a substituição do remédio prescrito pelo médico por um genérico”, pontuou.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]